DIVERSIDADE

Para nós, diversidade e inclusão são um meio para potencializar a gestão pública brasileira

Para que tenhamos políticas públicas coerentes com os reais desafios brasileiros, é necessário que a população esteja representada do lado de dentro do governo. Por isso, este é o modo com o qual decidimos atuar.

Nossa missão é clara

Queremos criar uma rede engajada e diversa que potencialize o setor público brasileiro. Assim, diversidade é como decidimos agir para fazer transformações estruturais na sociedade. A partir disso, acreditamos no conceito de burocracia representativa.

A teoria da burocracia representativa, discutida e avaliada por múltiplos estudos, reforça que a existência de diversidade no quadro de profissionais do setor público acarreta na adoção de políticas representativas dos interesses de todos os grupos representados por essa burocracia.

Portanto, para que possamos ter políticas públicas que atendam as reais necessidades da população, é necessário que na administração pública tenhamos representatividade. Ou seja, precisamos de pessoas das mais variadas origens, vivências, raças/cores, gêneros, regiões geográficas, orientações sexuais, trajetórias socioeconômicas, profissionais e pessoais, e outros, para discutir, criar e implementar políticas que sejam alinhadas às complexidades da sociedade brasileira e que levem para caminhos eficientes e inclusivos.

Um programa de diversidade
e inclusão que vai além
do discurso

Conheça algumas iniciativas e aprendizados sobre diversidade e inclusão do Programa Trainee de Gestão Pública de 2015 até 2018.

RELATÓRIO DE DIVERSIDADE 2018EVENTO DE LANÇAMENTO DO RELATÓRIO DE DIVERSIDADEARTIGO SOBRE O PROGRAMA DE DIVERSIDADE

Fomentando a discussão no setor público

No dia 8 de março de 2018, o governo do Estado de São Paulo lançou a campanha: “Trabalho sem Assédio Sexual”. A campanha foi uma iniciativa inédita da Corregedoria do Estado de São Paulo, que buscou abrir um canal de comunicação, investigação e amparo às servidoras para denunciar possíveis casos de assédio sexual no trabalho. Temos muito orgulho de compartilhar que junto com o Instituto Avon, fomos os apoiadores técnicos deste projeto.

SAIBA MAIS

Prezamos pela pluralidade ideológica e partidária

Sabemos que temos um trabalho longo e contínuo pela frente, e estamos determinados a continuar buscando melhores formas de trabalhar e fomentar a temática. Entretanto, ficamos felizes de compartilhar que em 2018 fomos reconhecidos pelo Selo Municipal de Direitos Humanos e Diversidade da Prefeitura de São Paulo nas categorias: Igualdade Racial e Mulheres.

O selo é concedido a organizações que se destacam em promover políticas de inclusão de diferentes segmentos da população no mercado de trabalho.

SAIBA MAIS

Expandindo a discussão

Escolhemos a representatividade, o diálogo e aprendizado construtivo como caminhos para reproduzir no dia a dia do setor público uma transformação que impacte positivamente a população.

Por isso, fomentamos momentos formativos de troca, discussão e aprendizado sobre diversidade e inclusão. Além disso, orientamos nossa rede a ampliar esse discurso em seu dia a dia e fazer pontes para aproximar pessoas com o tema, implementar ações e fazer mudanças tangíveis.

A partir disso, nossa rede se organizou de forma autônoma e construiu três coletivos identitários:

TRANSVETOR- grupo transversal e transformador, focado em pensar, criar, desenvolver e compartilhar ações de integração e empoderamento de LGBT+ a partir do âmbito da gestão pública.

VETOR DAS MINAS - mulheres da Rede do Vetor Brasil que têm como missão desenvolver, formar e acolher mulheres líderes, trabalhando temáticas que ajudem a promover igualdade de gênero e combate ao machismo dentro e fora dos ambientes de trabalho;

VETOR DXS PRETXS - Espaço de debate sobre identidade racial e representatividade de negrxs na sociedade. O grupo busca entender como se dá a percepção dx negrx sobre si mesmxs e sobre sua interação social.