Eu Sou Vetor

Gestão na educação: essa é a missão de Alex Moreira Roberto ao chegar ao Vetor Brasil

By 25 de abril de 2022 No Comments
Alex Gerente educação
Alex Moreira Roberto – Gerente de Educação do Vetor Brasil

A educação não transforma o mundo. Educação muda pessoas. E pessoas transformam o mundo. Esse pensamento de Paulo Freire, patrono da educação brasileira, é uma das premissas norteadoras da carreira de Alex Moreira Roberto, recém-chegado para ocupar o cargo de gerente de educação no Vetor Brasil. Ele conhece a escola por dentro e possui uma ligação muito forte com tudo que envolve esse complexo ecossistema. Isso permite identificar problemas que talvez nem o próprio sistema perceba que existam.

No Vetor, Alex Moreira vai unir toda a experiência e conhecimento que a instituição possui na gestão pública à educação. Trabalhar na formação de quem forma os gestores é uma das missões que o executivo assume. Atrair, selecionar, formar, engajar e reter profissionais para escola é o que, em última análise, está a cargo de Alex.

Doutorado no Chile

Com publicações nas áreas de liderança educacional, implementação de políticas públicas, convívio e clima escolar, Alex escolheu fazer seu doutorado em educação na Universidad Diego Portales e Universidad Alberto Hurtado, em Santiago, no Chile. E não foi ao acaso. Segundo o futuro doutor em liderança dos gestores escolares, guardadas as devidas proporções, o país andino é mais próximo, econômica e socialmente, do Brasil, diferente de outros grandes polos como o Reino Unido, por exemplo.

As crianças passam anos dentro da escola. O ensino infantil vai de 0 a três anos. A educação infantil até os cinco anos. O ensino fundamental, normalmente, contempla as idades de seis a 14 anos. Por fim, vem o ensino médio que vai dos 15 a 17 anos. “É muito tempo que pode, e deve, ser utilizado para influenciar da maneira mais positiva possível a vida dessas pessoas em formação. Nesse cenário, do inspetor de alunos ao diretor da escola, todos têm um papel de suma importância para atingir o que se almeja. Eles precisam estar preparados para assumir esse protagonismo. Estamos aqui para ajudar nessa tarefa”, comenta Alex Moreira.

De uma forma extremamente didática, o livro “Líderes na escola”, do jornalista e especialista em educação Antônio Gois, aponta a necessidade de se ter mais claro qual é o papel de quem, entre outras coisas, administra uma escola: o diretor. Com um tom jornalístico, a obra traz relatos de diretores brasileiros, chilenos, mexicanos, americanos, canadenses e de Singapura.

Um líder admirado traz benefícios inimagináveis a todos os envolvidos, do professor à comunidade

“Gosto da ideia de evidenciar iniciativas que ajudaram diretores, professores e educadores de maneira geral, a ter sucesso em suas atividades profissionais, observando características e habilidades comuns e interessantes para quem desempenha essa função”, aponta Alex. “Como uma das maiores lições fica claro que um líder admirado, respeitado, preparado técnica e emocionalmente, traz benefícios inimagináveis a todos envolvidos, do professor à comunidade” diz.

É nisso que o Vetor Brasil e seu novo gerente de educação acreditam. Após estudos e análises, foi desenvolvido o “Mapeamento de Competências para Gestão Escolar”. Esse é um primeiro passo rumo a uma melhoria no cenário da educação brasileira. Em parceria com o Instituto Unibanco e a Fundação Lemann, a metodologia inovadora com foco em gestão escolar tem como objetivo a construção automatizada de aferição de competências, transformando a educação em uma unidade de impacto estratégica.

Conhecer a escola por dentro

A ferramenta foi desenvolvida baseada na Matriz Nacional Comum de Competências do Diretor Escolar, aprovada em 2021 pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), para gerar um diagnóstico do desenvolvimento individual de competências de lideranças escolares. O texto base aprovado pela Base Nacional Comum de Competências do Diretor Escolar, reúne em um documento, informações que auxiliam as redes a buscarem coerência em suas políticas de formação, seleção e apoio aos diretores, dando clareza ao que se espera deles no exercício da função. Ela define dez competências gerais, que se desdobram em 17 competências específicas em quatro dimensões: político-institucional, pedagógica, administrativo-financeira, e pessoal e relacional.

Conhecer a escola por dentro é essencial para construir objetivos comuns, desenvolver pessoas, estreitar laços com a comunidade, criar um bom clima, estabelecer relações de confiança e, em suma, executar um trabalho pedagógico de excelência. A educação carece de uma atenção especial. Ela precisa ocupar o protagonismo que merece e, para isso, o apoio é uma necessidade urgente. “O Vetor Brasil entende e luta por uma educação horizontal e de qualidade. Temos isso como premissa fundamental em nossos pilares. É hora de nos responsabilizar. De sermos, de fato, atuantes na causa. Fico muito feliz em fazer parte dessa história. De ser mais um agente de transformação que ajudará a construir essa nova, e promissora história”, finaliza.

Leave a Reply