Eu Sou Vetor

Lucas Padilha, alumni 2018.2 é o novo Secretário de Meio-Ambiente da Prefeitura do Rio

By 11 de abril de 2022 No Comments

Lucas é originário de Campinas, interior de SP, mas já morou no interior do Paraná, na capital paulista, na China e hoje é residente da capital carioca. Quando criança, foi lobinho (nível infantil de escoteiro) e já pensou até em ser padre. Mas com a vivência, seus interesses foram se atualizando. Lucas é graduado em Direito e Relações Internacionais (FGV) além de mestre em Direito e Sociologia (Universidade de Pequim). 

Iniciou sua carreira no setor público como assessor parlamentar na Câmara de Vereadores de SP depois de trabalhar por um ano em um grande banco de investimentos. Depois dessa experiência no legislativo passou por um período de introspecção, durante o qual estava prestando o processo seletivo do TGP, e sua aprovação foi um grande motivador para seguir uma trajetória na gestão pública e política. Foi um dos primeiros trainees alocados na Secretaria de Educação de São Paulo, e após algumas outras experiências, se tornou Chefe de Gabinete da Secretaria de Meio Ambiente da Cidade do Rio de Janeiro e hoje ocupa a maior cadeira da pasta.

FHC como mentor e Bobby Kennedy como referência de liderança adaptativa

Lucas declara que tem vocação para o serviço público e defende a formação política de rua, em campanhas, para além das salas de aula e dos gabinetes. Para Lucas, governos bons se organizam com instrumentos de gestão aliados às prioridades políticas definidas pela democracia. Tem FHC como um mentor e Bobby Kennedy como referência de liderança adaptativa.

Apesar de serem evidentes os diversos eventos de sucesso em sua trajetória, Lucas relembra alguns equívocos cometidos durante o início de sua trajetória no Rio. Nesse período, decidiu reformar o organograma da secretaria subestimando a complexidade dos processos já definidos. Hoje, acredita que o ideal teria sido fazer mudanças incrementais e pragmáticas focadas em detalhes.

Vetor Brasil potencializa talentos no setor público

Ele valoriza o trabalho que o Vetor Brasil faz de potencializar talentos no setor público e acredita que bons quadros políticos podem se beneficiar da experiência em rede. Também destaca a capacidade dos vetores executarem, com criatividade e resiliência, trabalhos técnicos estratégicos sem prejuízo de posicionamentos políticos tanto dos vetores quanto dos governos em que atuam.

A mensagem que o Secretário deixa para pessoas em início de carreira pública é: não existe carreira pública, mas sim trajetória. As histórias das pessoas e das instituições rimam, mas jamais se repetem. Viaje para lugares desconhecidos, conheça pessoas com trajetórias e identidades diversas  e leia livros desafiadores em busca de expandir a capacidade de governar a si próprio e aos outros. E sempre que houver uma escolha, opte pela mais difícil, é ela que vai revelar seus limites pessoais e desenvolver sua intuição e inteligência. Faça um compromisso com uma utopia viável.

Leave a Reply