Saiba como foi o nosso

ano de 2021

Relatório anual Vetor Brasil

O ano de 2021 foi desafiador para o Brasil e o mundo. A pandemia e todas as suas consequências sociais e econômicas se mantiveram firmes. Foi preciso que toda a sociedade se adaptasse.

Reformulamos antigos projetos, desenvolvemos outros sete sobre os quais falaremos mais adiante nesse relatório, e dos quais nos orgulhamos muito. Ganhamos ainda mais reconhecimento - inclusive internacional. Tivemos o apoio de novos doadores e, acima de tudo, muitos aprendizados.

Temos certeza que o ano de 2022 será de muita transformação, tanto para a gestão pública, quanto para o Vetor Brasil.

quem
somos

Somos uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos e suprapartidária, que identifica e desenvolve profissionais representativos e engajados em aumentar a eficiência do setor público e reduzir as desigualdades sociais do país. As soluções para as maiores emergências sociais estão nos governos e para colocá-las em prática, é preciso pessoas.

Acreditamos que gente diversa e bem preparada em ação é a chave para um ciclo virtuoso de impacto social positivo nos governos.

Diretoria

A única instância deliberativa do Vetor Brasil. É legalmente responsável pelas decisões estratégicas, como as que envolvem a realização de parcerias com governos e outras organizações da sociedade civil, incluindo a utilização de recursos humanos, materiais e financeiros da organização.

Junto com um time de mais de 40 colaboradores diversos e engajados que fizeram o Vetor acontecer.

Conselho Fiscal

Eleito pela Diretoria Executiva, trata-se de órgão com previsão estatutária, responsável por aprovar ou reprovar suas contas anualmente, supervisionar a aplicação de recursos da organização e seus instrumentosde compliance.

Comitê de Comunicação

Um comitê consultivo que nos auxilia nas estratégias de comunicação e posicionamentos institucionais. Isso garante uma visão plural e cada vez mais alinhada ao nosso propósito.

nossa
rede

quem são

os participantes de nossa rede

Início de carreira
Profissionais em suas primeiras experiências profissionais

Média gerência
Profissionais com 3-5 anos de carreira que podem gerenciar equipe ou orçamento

Alto escalão
Profissionais com trajetória reconhecida e que ocupam posições de tomada de decisão

eixos

de atuação

A administração pública é formada por gente. Nesse sentido, a nossa atuação é focada em encontrar e qualificar as pessoas no desenvolvimento de competências socioemocionais e do século XXI. Acreditamos que, a partir da gestão de pessoas, conseguiremos contribuir para a potencialização e efetividade das ações governamentais e na construção e implementação de políticas públicas.

O nosso trabalho consiste, principalmente, no desenvolvimento de profissionais de diversos setores que atuam ou desejam atuar no setor público. Afinal, o nosso objetivo é apoiar governos na construção de equipes de alto desempenho.

A atuação do Vetor Brasil, sempre por meio de pessoas, se dá com foco em quatro áreas temáticas principais: Gestão de pessoas com foco nas secretarias de educação; Diversidade, equidade e inclusão nos governos; Fortalecimento de lideranças para o setor público; Mudança de cultura de gestão de pessoas nos governos.

Os profissionais da educação possuem um poder multiplicador enorme, porque estão eles mesmos, direta ou indiretamente, desenvolvendo nossa juventude. Isso torna ainda mais necessário o desenvolvimento de melhores práticas de gestão de pessoas em nossas redes públicas, e é com esse objetivo que nasce a área temática de Educação.

Queremos apoiar a construção de uma cultura de liderança e transformação da educação através das pessoas, criando um novo paradigma de gestão de talentos em todos os níveis das redes educacionais, das Secretarias às escolas.

Confira os principais destaques de 2021 nesse eixo!

Líderes da
Aprendizagem

O programa Líderes da Aprendizagem tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento de lideranças educacionais, de média e alta senioridade, nas Secretarias Estaduais de Educação Brasileira, para que conduzam transformações que visem a construção de políticas educacionais coerentes e alinhadas à Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

A primeira turma foi apoiada e implementada em parceria com a Fundação Lemann.

Para alcançar o objetivo, selecionamos 31 profissionais públicos de Secretarias Estaduais de Educação para participarem de um programa de desenvolvimento, com a intenção de fortalecer os conhecimentos teóricos e práticos dos participantes. O Programa Líderes da Aprendizagem foi desenhado como uma iniciativa que une formação de qualidade, aplicação prática, espaços de troca e tutoria para os gestores.

O Programa desenvolve 31 líderes da Educação responsáveis pela formulação e implementação de ações nas áreas pedagógicas de 14 Estados diferentes.

Líderes da
Aprendizagem

Flávia Paola Félix Meira - MG

Formada em História com mestrado em Educação e doutoranda em Educação com foco em pesquisa na formação docente, currículo e educação nas relações étnico-raciais.

Há quase dois anos, atua como Coordenadora Geral do Ensino Médio Integral e Educação Profissional do Estado de Minas Gerais e foi uma das selecionadas para participar do Programa Líderes da Aprendizagem.

A participação no Programa foi essencial para trazer uma bagagem ainda mais de conhecimentos e experiências e, consequentemente, oportunizar possíveis articulações e aplicação na prática (mãona massa!).

A minha tutora foi fantástica, de uma escuta ativa e de uma sensibilidade incrível, além de uma vasta experiência. Isso proporcionou que eu visse novos caminhos, muitos ainda turvos em minha caminhada, bem como que eu reconheça as minhas potências desenvolvidas e as que precisam ser melhor exploradas."

Mapeamento de Competências
para Gestão Escolar (Beta)

Nós acreditamos que uma educação de qualidade pode trazer novas possibilidades para a sociedade. E sabemos que a qualidade da educação está diretamente ligada às competências de um bom líder. Com esse desafio posto, desenvolvemos, em parceria com o Instituto Unibanco e o Centro Lemann de Liderança para Equidade na Educação, uma ferramenta automatizada de Mapeamento de Competências para Gestão Escolar.

Juntos, estamos desenvolvendo uma metodologia 100% online - baseada na Matriz Nacional Comum de Competências do Diretor Escolar que foi aprovada em 2021 pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) - para aferir o grau de desenvolvimento individual de competências de lideranças escolares.

Realizamos o primeiro teste desta ferramenta em novembro de 2021, e contamos com a participação de 49 gestores escolares. Cada gestor participante recebeu uma devolutiva individual, contendo um diagnóstico de suas competências e reflexões para guiar seu desenvolvimento individual.

Os insumos coletados através deste teste serão usados para aprimoramento da metodologia de mapeamento de competências e direcionamento de ações de formação de gestores. Além disso, esperamos através desta iniciativa criar uma base para o futuro desenvolvimento de uma plataforma online de diagnóstico de competências de gestores escolares, que possa apoiar e acelerar a ascensão de profissionais de alto potencial para posições de gestão escolar.

Queremos que mais professores e outros profissionais da educação desejem se tornar gestores escolares para mudar suas comunidades. Que sonhem com a liderança e que saibam que têm as condições e as ferramentas necessárias para isso. Nós esperamos que, dessa forma, se abrirá um caminho natural para formação e mapeamento contínuo de novos talentos.

Programa de Residência em
Gestão Pública Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI)

O Programa de Residência em Gestão Pública é uma iniciativa inovadora que alia a experiência prática da atuação profissional no governo com uma formação acadêmica no formato de uma pós-graduação lato sensu em gestão pública, certificada pelo Instituto Singularidades. Através do Programa, conjugamos uma formação robusta na implementação de políticas educacionais, com o apoio aos governosna ponta.

A primeira turma da residência focou no fortalecimento de duas políticas educacionais: BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e EMTI (Ensino Médio em Tempo Integral), contou com o apoio do Instituto Sonho Grande e da Fundação Lemann, foi realizada de maio de 2020 a maio de 2021 e tivemos 30 residentes participantes atuando em 26 unidades federativas.

O sucesso da experiência da Residência em Gestão Pública com Foco em Educação culminou na renovação desta parceria com o Instituto Sonho Grande para a promoção de uma nova turma, lançada em maio de 2021. O atual Programa de Residência em Educação está focado no fortalecimento de uma política educacional específica: Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI). A nova Residência EMTI terá duração de 18 meses e conta com 15 residentes atuando em 14 unidades federativas.

O Programa de Residência conta ainda com um Projeto de Tutoria que promove um acompanhamento próximo dos residentes com o objetivo de apoiá-los nos desafios do dia-a-dia e potencializar seu impacto nos governos.

Programa de Residência em
Gestão Pública Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI)

Giovanna Louzada - ES

Planejamento e Gestão na Assessoria Especial de Educação em Tempo Integral da Secretaria de Estado da Educação do Espírito Santo.

Eu conduzi o planejamento e execução do projeto "Webinário de Práticas Exitosas" da Assessoria de Educação em Tempo Integral do Espírito Santo. Esse projeto envolveu a mobilização de toda a rede de escolas de tempo integral e recebemos 260 boas práticas. Além disso, foi necessário mobilizar a equipe de tempo integral, pois todos leram as práticas e as avaliaram para escolhermos aquelas que estariam nos eventos ao vivo. Foi muito gratificante realizar minhas primeiras entregas como residente e ver que elas tiveram impacto na rede e que as escolas, e outras equipes da SEDU, adoraram os webinários.”

Diversidade, equidade e inclusão nos governos

Valorizamos a diversidade em todas as suas dimensões e em cada uma das nossas atividades e ações. Aliada à equidade e inclusão, ela é um meio fundamental para a promoção do alto desempenho no setor público e a construção de políticas públicas para todas as pessoas. Acreditamos que, quanto mais diversa for uma equipe de governo, mais representativa essa gestão será e consequentemente teremos mais eficiência em suas atuações. Portanto, apoiamos a captação, seleção e desenvolvimento de lideranças negras, femininas e do espectro LGBTQIA+.

Neste ciclo de 2021 a 2023 optamos por focar no eixo de equidade racial no setor público, portanto nossos programas estão desenhados para apoiar o aumento de representatividade de pessoas negras nas lideranças do setor público.

Confira os principais destaques de 2021 nesse eixo!

Programa
Ubuntu

Embora a população negra represente aproximadamente 55% do país, ela também apresenta as maiores taxas de desocupação e informalidade do que os brancos.

Diante desse cenário, nós entendemos a urgência em avançar na criação de políticas públicas que possam promover a cidadania por meio de projetos estruturados a partir de uma pauta antirracista, que busque a emancipação das pessoas negras.

Acreditamos que, ao capacitar lideranças negras, estamos contribuindo com a representatividade nos governos, com o objetivo de quebrar desigualdades e fortalecer a democracia.

O Ubuntu também incentivou diversas ações em rede, principalmente fomentando a conexão entre os participantes do programa e outras redes de profissionais públicos.

A Filosofia Ubuntu procura resgatar o conceito de “comunidade” para alcançar a democracia, ou seja, uma multiplicidade de singularidades. Para tal, tem a igualdade como um princípio fundamental e condicional para a existência do outro.

Programa
Ubuntu

Anna Carolline Botelho de Araújo - CE

Gerente da área de Monitoramento e Avaliação na Secretaria do Planejamento e Gestão do Ceará

Me senti acolhida durante todo o programa, pois os responsáveis sempre checavam como os participantes estavam se sentindo, além de incentivarem momentos de trocas, se mostrando disponíveis para ajudar. A atenção aos detalhes também me deixou impressionada. Os professores eram excelentes, com boa didática, com formas leves de trazer o conteúdo e gerar reflexões (cada aula foi melhor que a outra; a primeira da trilha foi incrível). A partilha da turma foi algo enriquecedor, eu aprendi tanto nesses momentos de trocas, sobre mim mesma como mulher negra e sobre outras vivências.”

Gestores pela
Equidade Racial

E para continuar apoiando uma cultura cada vez mais diversa e inclusiva no órgãos públicos, iniciamos o Programa Formando Gestores Pela Equidade Racial, em parceria com a Microsoft. O objetivo é formar gestores do setor público brancos e não brancos, aptos a contribuir pela Equidade Racial, se torando embaixadores da diversidade, equidade e inclusão dentro do setor público.

A turma piloto foi aberta para 40 participantes com formação 100% online, com objetivo de ser uma jornada ativa e prática de aprendizagem, através de conteúdos multimídia e ambientes interativos para acolher diferentes perfis e senioridades de gestores públicos.

O Programa foi pensado para ser uma iniciativa complementar ao Ubuntu e conta com uma formação de 16h nos pilares de Letramento Racial, Visão de Futuro e Liderança, para que os gestores atuem na transformação da cultura dos governos em torno da equidade racial.

40 participantes

14 estados

O nosso enfoque é trabalhar por um novo modelo de gestão de pessoas no setor público brasileiro, com o objetivo de atrair, desenvolver e reter lideranças preparadas e dedicadas a entregar os melhores serviços públicos aos cidadãos. Atuamos também para criar um ecossistema de organizações da sociedade civil e do setor privado que considerem a formação de líderes no setor público e no terceiro setor como prioritária.

Confira os principais destaques de 2021 nesse eixo!

Trainee de
Gestão Pública

TGP

O Trainee de Gestão Pública é a iniciativa pioneira no Vetor Brasil e, através dele atraímos, pré-selecionamos, alocamos e desenvolvemos pessoas para ocupar cargos no setor público.

O TGP é pensado especialmente para aqueles profissionais em início de carreira, recém-formados, ou perto de se formar, em qualquer curso de graduação, e que desejam contribuir com a mudança do país. Dentre os nossos alumni, 93% recomendam o programa, enquanto temos a aprovação de 90% dos governos atendidos.

Trainee de
Gestão Pública

TGP

Jéssica de Souza - ES

Alumni Trainee de Gestão Pública.

Atuou na Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação no Espírito Santo

Sempre estudei em escolas públicas e ao ingressar na Universidade Federal do RS percebi a importância e o privilégio que aquilo significava, ainda mais vindo de uma família em que meus pais não puderam completar nem o ensino fundamental. A partir daí, estabeleci como um compromisso de vida a oportunidade de retribuir à sociedade tudo aquilo que foi investido em mim. O Vetor Brasil foi o responsável por me trazer de volta ao setor público e ajudar a construir mais um pedacinho desse sonho.”

Programa de Residência em
Gestão Pública Novotec do Estado de São Paulo

O Programa de Residência em Gestão Pública - Novotec é um modelo de parceria inovador, inspirado no modelo de residência médica, que possibilita o aprendizado na prática.

Em 2020, o Governo do Estado de São Paulo iniciou uma nova modalidade do programa Novotec, o Novotec Integrado. Nessa modalidade, o aluno faz o curso técnico integrado às suas aulas e disciplinas do Ensino Médio, tudo na Escola Estadual e no mesmo período que estuda (manhã, tarde ou noite), ao longo dos três anos desta etapa escolar. Ao final, sai com diploma de técnico e certificado de conclusão do Ensino Médio.

O programa combina a experiência do dia-a-dia com uma pós-graduação lato sensu, com robusta formação em administração pública e em competências de gestão. O objetivo é fornecer conteúdo e ferramentas para que o residente possa gerar impacto desde o princípio das atividades. Ao longo do programa, os 18 residentes atuarão junto à SDE por até 40 horas semanais, identificando sete gargalos e propondo soluções sustentáveis para desafios de implementação do programa, além de apoiar diretamente a SDE no atingimento das metas previstas até o ano de 2022.

Entretanto, dados levantados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) demonstram que somente 8% dos alunos de Ensino Médio da rede pública estadual acessam o ensino profissionalizante público, enquanto em países como Colômbia e Chile, essa média chega a 26%.

Por meio da complementação entre o desenvolvimento de habilidades técnicas específicas e o acúmulo de aprendizados práticos, os jovens participantes do Novotec possuem a oportunidade de se aproximar do mercado de trabalho a partir de oportunidades de estágio para alunos do Ensino Médio. O oferecimento de cursos profissionalizantes representa, dessa forma, um forte instrumento para mitigar desigualdades, potencializar o sucesso de jovens diretamente responsáveis pelo desenvolvimento econômico do país e, assim, transformar as bases sociais para êxito na carreira a partir de um leque de possibilidades.

Programa de Residência em
Gestão Pública Novotec do Estado de São Paulo

Carlos Eduardo Costa - SP

Residente alocado em Sertãozinho - SP

Tem sido uma experiência muito desafiadora, ainda mais por exercitar várias habilidades e competências individuais. Algumas até então adormecidas, que ao longo da minha trajetória ficaram sem estímulos e outras que estão sendo desenvolvidas ao longo do processo de autoconhecimento dentro do projeto.”

Central
Vetor

O Vetor Brasil identificou um fenômeno curioso tanto no que concerne à questão de oferta de empregos, quanto na busca por vagas que atendam às ambições profissionais das pessoas. Os recrutadores sentem que a busca por um profissional capacitado para preencher a vaga está cada vez mais desgastante, enquanto que os candidatos têm a impressão de que existem mais desafios para conquistar o emprego dos sonhos.

Nesse sentido, no final de 2021 foi lançada a Central Vetor, que busca facilitar o processo de recrutamento e torná-lo mais ágil e democrático. O objetivo é ser a ponte para que agentes de mudança se encontrem. A Central Vetor é voltada para lideranças que recrutam pessoas para cargos de média gerência e profissionais com experiência em busca de oportunidades em gestão pública e impacto social.

Quando todos trabalham com um mesmo objetivo é possível fazer as mudanças necessárias para a transformação positiva do setor público. Portanto, o objetivo do Vetor Brasil é atuar acelerando e liderando a mudança de cultura de gestão de pessoas no setor público. Isso acontece por meio de soluções de transferência de conhecimento, bem como da sensibilização e engajamento das lideranças públicas para uma atuação estratégica na gestão de pessoas, contribuindo para o desenvolvimento de profissionais do setor público.

Confira os principais destaques de 2021 nesse eixo!

Talentos GYN
Seleção de Goiânia

O Talentos GYN é fruto de uma parceria com o Vamos – Transformar Lideranças no Setor Público e no Terceiro Setor, um grupo de atuação que reúne a Fundação Lemann, Instituto Humanize e Republica.org em prol da melhoria da gestão de pessoas no setor público. Com o apoio do Vamos, a parceria – que não teve custos para a prefeitura – desenvolveu metodologias e estruturação de boas práticas para um modelo de gestão de pessoas de alto desempenho na prefeitura.

Iniciado em março e finalizado em junho de 2021, o projeto consistiu em apoiar o governo na atração e pré-seleção de profissionais para o Escritório de Prioridades Estratégicas, com vagas em 16 posições, que foram agrupadas em três processos seletivos diferentes, de acordo com o nível de senioridade. Ao todo, foram pré-selecionados 48 finalistas (com dois ou três candidatos para cada cargo. Nós também elaboramos um relatório para cada finalista.

Apoio Estratégico ao
Rio Grande do Sul

Nós acreditamos que a mudança de cultura em gestão de pessoas pode alavancar o setor público e com a parceria da Vamos, uma aliança formada entre Humanize, Fundação Lemann e o República.org, atuamos de forma sistêmica com o Rio Grande do Sul.

Em 2019 iniciamos o trabalho conjunto com a Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG) e a Subsecretaria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (SUGEP) para a criação e implementação do QualificaRS, programa de atração e pré-seleção de lideranças do do governo gaúcho.

O projeto selecionou 30 coordenadores regionais de educação na Secretaria de Educação e cargos estratégicos da área de gestão de pessoas. No ano seguinte, a partir de um diagnóstico da área, o governo do RS atuou na internalização desse processo. Em 2021, a SUGEP se dedicou a compreender o que é ser estratégico na gestão de pessoas, com a estruturação da subsecretaria e a realização do Projeto Envolver - Juntos pela Evolução do RS voltado para a cultura organizacional.

Até o momento foram 120 profissionais públicos diretamente envolvidos, cerca 75 horas de dedicação síncrona em cerca de 35 oficinas e reuniões, 5 meses de projeto, 27 secretarias estaduais envolvidas, mobilização da alta direção, matriz de competências para estruturação de gestão de competências dos servidores do estado do RS, aprovação do plano 2022-2024 com o governador em exercício até março 2022 Eduardo Leite.

A partir dos avanços que o governo teve ao longo dos últimos anos, realizamos um diagnóstico de necessidades para darem os próximos passos em direção à consolidação da estrutura para gestão estratégica de pessoas e a mudança da cultura desejada. Assim, realizamos ações em 4 frentes de trabalho com caráter formativo e de construção de ferramental orientado à estruturação da atuação da secretaria: 1) Oficinas em Gestão por Competências; 2) Oficinas em Gestão por Desempenho; 3) Oficinas em Desenvolvimento de Lideranças; 4) Estratégias para perenização. Com a facilitação do Vetor Brasil, os resultados foram a SUGEP e o representantes dos RHs setoriais capacitados para implementação, com a definição de uma matriz de competências do Estado e o plano de implementação da gestão por desempenho.

As oficinas foram espaços importantes para a consolidação do papel da SUGEP como órgão central de gestão de pessoas e o fortalecimento da rede de gestores de RH.

O Vetor Brasil acredita que, com essas ações, os servidores do estado se sentirão reconhecidos e motivados pelos avanços. Queremos que outros governos se inspirem e nos reconheçam como importante representante da mudança de gestão de cultura organizacional.

Apoio Estratégico
aos municípios

Nosso maior objetivo é apoiar governos a institucionalizarem práticas de gestão estratégicas. A Gestão de Pessoas é considerada estratégica quando atua nos subsistemas de atração, seleção, desempenho, desenvolvimento e engajamento de pessoas baseados em competências técnicas e comportamentais alinhadas à estratégia da gestão e às demandas setoriais. No entanto, há um consenso na literatura e no ecossistema de gestão de pessoas no setor público que as áreas de recursos humanos precisam evoluir na atuação estratégica.

Em parceria com a Vamos, realizamos entrevistas com 20 profissionais, sendo eles especialistas, empresas e gestores públicos de 13 municípios selecionados de acordo com critérios como porte e diversidade regional, por exemplo (Maceió - AL, Recife - PE, Ananindeua - PA, Santos - SP, Niterói - RJ, São José do Rio Preto - SP, São Paulo - SP, Caruaru - PE, Fortaleza - CE, Palmas - TO, Vitória - ES, Blumenau - SC, Sobral - CE) para realizarmos um diagnóstico dos processos de gestão de pessoas. Além disso, realizamos a revisão de estudos em gestão de pessoas no setor público e a segmentação de mercado, com a análise de indicadores socioeconômicos e de gestão.

A partir dos resultados, realizamos um mapeamento de problemas e oportunidades comuns aos governos que resultou em um plano para executar a estratégia de atuação entre 2022 - 2024.

Reconhecimentos e premiações

Vetor Brasil é uma das 100 melhores ONGs do país:

O reconhecimento é feito por suas boas práticas em quesitos como governança, transparência, comunicação e financiamento.

Doação de recursos - Mackenzie Scott

Uma das maiores conquistas do Vetor Brasil foi ter recebido a doação da filantropa americana, MacKenzie Scott, no valor de R$ 4,2 milhões. O aporte foi feito após rigorosa apuração da Bridgespan, consultoria de renome internacional que auxilia Scott em suas doações. Eles avaliaram a trajetória, planejamento estratégico, finanças, projetos e resultados da organização, o que comprova a nossa transparência.

Essa foi a primeira doação realizada por MacKenzie Scott para organizações fora dos Estados Unidos.

Vetor Brasil recebe Selo de Igualdade Racial concedido pela Prefeitura de São Paulo:

O Programa Selo Igualdade Racial foi criado por lei municipal em dezembro de 2015 e regulamentada dois anos depois. Após uma minuciosa análise do Comitê de Ações Afirmativas de Promoção da Igualdade Étnico-Racial, 30 empresas ou instituições foram consideradas em total conformidade com as normas e, portanto, merecedoras do Selo Municipal de Igualdade Racial.

Vetor
na mídia

Clique e leia as principais matérias.

Sustentabilidade financeira

As doações institucionais são recursos fundamentais para viabilizar a sustentabilidade financeira e manutenção da organização, garantindo as condições necessárias para implementarmos soluções de excelência que já impactaram mais de 220 governos e formaram uma Rede de mais de mil profissionais públicos. Em 2021, contamos com o apoio de 9 pessoas jurídicas, entre organizações da sociedade civil e do setor privado, e 90 pessoas físicas que acreditam no nosso trabalho e sonham junto com a gente em criar um país melhor por meio da formação de lideranças nos governos brasileiros.

Caso seja representante de uma organização interessada em nos apoiar institucionalmente, entre em contato conosco em [email protected]

No nosso site você pode apoiar com diversos valores, de maneira recorrente ou pontual, como pessoa física. Todas as doações são importantes e apoiam a formação de lideranças públicas.

Contamos também com o apoio financeiro direto e restrito à implementação de soluções específicas. Essas doações são fundamentais pois o desafio de combater as desigualdades desenvolvendo lideranças para entregar políticas públicas eficientes a quem mais precisa é longo e complexo. Logo, é fundamental implementar soluções direcionadas a resolver os principais pontos críticos ao atingimento da nossa missão. Apoiando projetos, o recurso doado é implementado diretamente na execução de uma solução definida para resolver desafios específicos nas nossas áreas de incidência: educação, diversidade, formação de lideranças e mudança de cultura em gestão de pessoas. No ano de 2021, 10 organizações nos apoiaram financiando soluções específicas.

Caso seja representante de uma organização e tenha se interessado em apoiar alguma das soluções elencadas no nosso relatório ou queira nos conhecer para criarmos uma solução em conjunto, entre em contato conosco em [email protected]

Nosso Programa de Embaixadores é destinado a pessoas físicas que desejam se engajar mais profundamente com a transformação da gestão pública por meio do apoio ao Vetor. Os Embaixadores são pessoas que contribuem significativamente para impulsionar a sustentabilidade financeira do Vetor Brasil, elevando o patamar dos nossos recursos de manutenção e investimentos estratégicos. São também pessoas dispostas a contribuírem tanto com suas experiências e engajamento na construção e retomada de um Brasil democrático, desenvolvido e menos desigual. Dessa forma, a nossa atuação continuará independente e sustentável.

O Programa de Embaixadores do Vetor Brasil recebe doações anuais de pessoas físicas e cobre 10% do orçamento da organização. Disponibilizamos cotas de R$50 mil, em que cada doador pode contribuir com uma a cinco cotas.

Os Embaixadores tem vantagens exclusivas que nos apoiam a levar nossa causa mais longe. Caso tenha interesse em saber mais sobre como integrar o programa e suas contrapartidas, entre em contato com [email protected]

Parceiros

Apoiadores exclusivos do Programa Ubuntu

Muito
Obrigada

Agradecimento a quem fez parte da construção desse relatório:
Isabela Araújo, Joice Toyota, Maria Siqueira e Val Reis

Redação: Alana Vasconcelos

Tradução: Everton Mattos Meneghini

Desafios, ganhos e perdas fizeram o último ano de sabedoria, aprendizado e tomada de decisões urgentes. Foi um ano desafiador, mas também serviu para nos reinventarmos: como profissionais e pessoas.

Nossos agradecimentos especiais a toda a rede, equipe, conselheiros e apoiadores!

Nos acompanhe durante todo o ano!

Joice Toyota
Co-CEO e Cofundadora do Vetor Brasil

Formada em Engenharia Elétrica pela USP, possui MBA e mestrado em Educação pela Universidade de Stanford. Trabalhou em consultoria estratégica por sete anos, em setores como serviços financeiros, agronegócios, aviação e educação pública. Também já atuou como superintendente da Secretaria de Educação de Goiás e no Teach For America, nos Estados Unidos. Joice é Lemann Fellow e Young Global Leader do Fórum Econômico Mundial.

Lara Barreto
Diretora de Parcerias com Governos

Mestre em Gestão de Políticas Públicas pela FGV/EAESP, especialista em Gestão de Pessoas pela FIA/USP e psicóloga pela PUC SP. Possui mais de 14 anos de experiência em gestão de pessoas, diversidade e inclusão. Atuou em consultorias e organizações multinacionais, e nos últimos anos dedica-se ao terceiro setor e governos. Por seis anos, desde a fundação, foi Diretora do Vetor Brasil, onde foi responsável pela criação do Programa de Diversidade, Equidade e Inclusão da organização, iniciativa amplamente premiada. Atualmente é consultora, professora, membro do conselho consultivo do Programa de Combate ao Assédio Sexual no Trabalho do Governo do Estado de São Paulo, Mentora do Columbia Women’s Leadership Network in Brazil Program - Columbia University, Fellow da Managing Global Governance Network e Fellow da Rede de Líderes Fundação Lemann.

Marco Camargo
Co-CEO do Vetor Brasil

Formado em Engenharia Mecatrônica pela Universidade de São Paulo (USP), possui mestrado em Administração Pública e Desenvolvimento Internacional na Havard Kennedy School. Trabalhou na Consultoria Bain and Company por 5 anos, e no setor público, atuou na Secretaria de Planejamento em Gestão do Ceará pelo Programa Vetor Brasil Summer em Gestão Pública onde contribuiu na implementação de um programa de Gestão Para Resultados nas Secretarias de Educação, Saúde, Segurança Pública, Infraestrutura, e Recursos Hídricos.

Tâmara Andrade
Diretora de Produtos

Mestre em Gestão de Políticas Públicas pela FGV/EAESP, especialista em Gestão Estratégica de Pessoas pela FIA/USP e psicóloga pela PUC/SP. Atuou em consultorias e organizações multinacionais por 7 anos liderando projetos de gestão de pessoas e educação, desenvolvendo metodologias de seleção por competências, programas de desenvolvimento de liderança, carreira e competências socioemocionais. Professora convidada do bacharelado em Administração Pública da FGV/EAESP e do bacharelado em Gestão de Políticas Públicas da EACH/USP, ministrando disciplinas eletivas com temas sobre autoconhecimento, carreira e desenvolvimento interpessoal. Durante 6 anos foi Diretora do Vetor Brasil, organização sem fins lucrativos que apoia a transformação de gestão de pessoas no setor público brasileiro. Na organização também, foi responsável por criar o Programa de Diversidade, Equidade e Inclusão da organização, iniciativa premiada por órgãos públicos e instituições da sociedade civil. Tâmara é membro do conselho consultivo do Programa de Combate ao Assédio Sexual no Trabalho do Governo do Estado de São Paulo, Líder Fundação Lemann, Fellow da Fundação Arymax, Fellow do Managing Global Governance (MGG) Academy, German Development Institute (DIE) e Mentora do Columbia Women’s Leadership Network in Brazil Program - Columbia University.

Luana Tavares

Luana Tavares tem larga experiência em gestão de organizações da sociedade civil, mais especificamente em entidades especializadas em temas de apoio à qualificação da gestão pública. Com passagens pela Fundação Brava e atuando como Diretora Executiva do Centro de Liderança Pública (CLP), teve a oportunidade de acumular conhecimentos relevantes sobre o funcionamento deste ramo do terceiro setor na filantropia brasileira.

Valdir Simão

Valdir Simão foi dirigente público e servidor de carreira. Ingressou no funcionalismo federal como auditor da Receita e assumiu a presidência do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) em dois períodos, entre 2005- 2007 e 2008-2010. Exerceu funções de destaque em diversos ministérios (Fazenda, Previdência Social e Turismo). Em 2011, foi secretário de Fazenda do Governo do Distrito Federal. Em 2015, assumiu como ministro-chefe da Controladoria Geral da União (CGU) e, posteriormente, como titular do Planejamento até maio de 2016.

Zeina Latif

Zeina Latif é uma acadêmica de ciências econômicas com trajetória de sucesso no mercado. Mestre e doutora em Economia pela Universidade de São Paulo, foi professora e pesquisadora antes de assumir posições de liderança em diversas instituições financeiras. Reconhecida por seus pares, Zeina é participante ativa do debate público nacional, contribuindo para jornais, revistas e programas de TV com opiniões sobre os principais temas macroeconômicos.

Cecília Araújo

Formada em Comunicação Social pela UFMG, atuou por mais de 4 anos como repórter internacional da Veja.com e desde 2018 oferece consultoria para organizações de impacto social, e desde 2020 é gerente de Comunicação da área de captação de recursos e parcerias com o setor privado do ACNUR, Agência da ONU para Refugiados, no Brasil.

Michel Neli

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade de Brasília (UnB), mestre em Ciências Políticas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) e bacharel em Ciência Política pela UnB. Com experiência de atuação junto à sociedade civil, está na Patri desde 2005, onde coordenou o setor Legislativo Federal da empresa.

João Villaverde

Jornalista e consultor. Autor do livro-reportagem “Perigosas Pedaladas”, sobre o impeachment. Foi pesquisador visitante na Universidade de Columbia (Nova York). É mestre e doutorando em Administração Pública e Governo pela FGV-SP.

Rafael Leite

Especialista em reforma e modernização do Estado. Graduado em administração pública na FGV/EAESP, foi líder de relações institucionais do Vetor Brasil, consultor em gestão pública da Fundação Lemann, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e de governos no Brasil e na América Latina.